Skip to content

Esferas de Vidro

 

Limpeza: Esferas de Vidro

Um processo Fascinante
Jateamento com microesferas de vidro é um moderno e eficiente processo de limpeza. Apresentam vantagens únicas que as diferenciam dos demais materiais granulados e lhe abre um campo de aplicações quase ilimitado, muitas vezes surpreendente. A perfeição dos resultados obtidos na limpeza de peças com alta responsabilidade dimensional e a rapidez e economia com que são obtidos, consagram as pequenas esferas como um eficaz material para jateamento.
Uma importante característica peculiar ao processo é a de que, além da ação de limpeza, com a mesma operação resulta um acabamento superficial acetinado de grande beleza e uniformidade. Em alguns casos, operações de rebarbamento também podem ser simultâneas. Em outros, efeitos colaterais de “peening” podem ser de relevante importância para o aumento da vida útil das peças.

Inúmeras vantagens não abrasivas
A forma esférica, associada a dureza e densidade do vidro, removem contaminações e acabam superfícies com rapidez eficiência sem destruir sem destruir as tolerâncias das peças tratadas. Em condições perfeitamente controláveis, é sempre possível assegurar que não haja remoção de material significativamente mensurável, qualquer que seja a natureza do metal jateado.

Ausência de contaminação
O vidro, por ser virtualmente inerte, não reage quimicamente com os materiais tratados. A adequada densidade e tenacidade resistência à fratura – associadas à suavidade da forma esférica. Impedem sua incrustação nas superfícies.

Operações uniformes e especificáveis
Regularidade de forma, regularidade propriedades físicas e químicas e regularidade de classificação, são características peculiares às esferas de vidro e garantem uma uniformidade impressionante aos serviços executados. Em equipamentos apropriados podem ser sempre reproduzidos, com precisão, resultados anteriormente obtidos.

Baixo custo operacional
Vários fatores concorrem para que o processo BRASIBRAS seja simples e econômico: equipamentos leves, de projeto avançado e com manutenção mínima, mão-de-obra não especializada, baixo consumo de esferas de vidro, rapidez e eficiência com que se completam as operações, entre outros.
Resistência a formação do pó.

As esferas de vidro estão sempre associadas à formação pouquíssimo pó. Sua forma e dureza oferecem grande resistência à fragmentação. Sua características não abrasivas permitem à BRASIBRAS projetar equipamentos mais elaborados que, contínua e permanentemente, separam as esferas das incrustações removidas e mesmo das esferas quebradas, devolvendo ao processo material limpo e com granulometria similar à inicial.

Possibilidade de automação
A auto-abrasão sobre os próprios equipamentos é impressionantemente reduzida, o que permite o projeto de dispositivos para movimentação de peças e pistolas com materiais leves mas duráveis, bem como de processos contínuos de recuperação de esferas de vidro. Poucos materiais granulados para jateamento oferecem tantas possibilidades de automação, mas nenhum associa a vantagem de uma vida útil tão prolongada para os equipamentos.

A norma estabelece apenas padrões de limpeza. Para completar a especificação das condições mínimas de preparação de uma superfície outros fatores devem ser considerados como ausência de óleos ou graxas, contaminações que devam ser evitadas (geralmente citando o abrasivo recomendado) a rugosidade apropriada (geralmente de 20 a30% da espessura do revestimento), entre outras.

Aplicações consagradas
Das inúmeras vantagens peculiares às esferas de vidro como material de jateamento, decorrem aplicações importantes como processo de limpeza não área industrial, tanto em produção como em manutenção.

Manutenção automotiva: Descarbonização e limpeza em geral de cabeçotes, blocos, válvulas, virabrequins, carburadores, velas, rodas e em muitos outros componentes de motores e carroçarias.

Manutenção ferroviária: Além da limpeza de peças de motores é importante a aplicação das esferas na recuperação de motores elétricos, dínamos, contatos em disjuntores etc.

Manutenção naval: É uma ferramenta indispensável em face dos graves problemas de corrosão em peças de maior precisão. Além de remover os óxidos e revestimentos de proteção, prepara as superfícies para ancoragem de tintas. Um bom exemplo é a recuperação de antenas de radar.

Manutenção aeronáutica: É o setor que mais aplicações desenvolveu para o processo não só em motores como em turbinas, hélices, trens de pouso e em inúmeras partes das células das aeronaves.

Moldes em geral: Além da limpeza sem abrasão dos moldes para vidro, borracha, baquelite, placas de “shell-molding”, matrizes para forjados, entre outros, os efeitos colaterais de “peening” aumentam a sua visa útil. Um bom exemplo é o emprego das esferas de vidro para limpeza de moldes de pneus, tanto aço como de alumínio, solução internacionalmente adotada pela maioria dos fabricantes.

Limpeza de Hidrômetros: Registros, válvulas, conexões, tubulações etc.
Inspeção: A qualidade da limpeza e uniformidade do acabamento superficial, facilita a inspeção visual, química ou metrológica.

Motores elétricos: Rotores, carcaças, escovas tanto de motores como de geradores elétricos. Em coletores, após a solda e usinagem, o tratamento é indicado não só para limpeza como para melhoria da resistência ao desgaste pelo atrito e da condutibilidade elétrica.

Eletrônica: Eliminação dos vernizes isolantes em fios ou resistências variáveis. Limpeza de circuitos impressos para aderência de solda e, posteriormente, para remoção dos resíduos.
Tratamento Térmico: Remoção de resíduos de tratamento térmico coma uniformização da cor. Remoção de carepas de solda.

Indústria Têxtil: Limpeza de pinças e rolos nas páreas de tingimento. Em guias-fios, para remoção de resíduos de tratamento térmico e preparação para revestimentos de cromo-duro

Aço Inox: Por não contaminarem as superfícies tratadas, as esferas de vidro é o material mais indicado para limpeza e acabamento de aço inox.

São apenas algumas aplicações mais usuais, mas são bastante ilustrativas das características do processo. Com microesferas de vidro, jateamento pode ser aplicado com eficiência e economia para a limpeza de peças de precisão.