Skip to content

Desbarbeamento

 

Com jateamento, muitos tipos de rebarba podem ser eliminados. O processo atua por quebra ou compactação e é um erro esperar que o uso de materiais abrasivos possa removê-las com propriedade.
Os materiais mais empregados são as esferas de vidro, a granalha de aço esférica e as cascas de noz ou similares.
As esferas de vidro podem atingir pequenas rebarbas como as decorrentes de usinagem, afiação ou estamparia. Ao atingirem uma aresta, os cantos vivos são mantidos mas ficam suaves e lisos sem serem cortantes como navalha. O processo arredonda qualquer aspereza que prejudique o deslizamento, daí sua grande aplicação na indústria têxtil. É interessante observar que, simultaneamente, a peça fica limpa e com um bonito acabamento acetinado. É o caso, por exemplo, do desrebarbamento de partes de limpadores de pára-brisa de aço inox em que os riscos de estamparia desaparecem e o brilho é eliminado como é desejável.

Desbarbeamento

Para as granalhas esféricas de aço fica reservado o campo das peças mais pesadas como as de fundição.

As cascas de noz, bem como sabugo de milho e outros materiais orgânicos, são usados para eliminação de rebarbas em peças de plástico já que sua baixa dureza não prejudica o brilho superficial.

Na indústria eletro-eletrônica o processo é muito empregado. Em alguns casos, usam-se esferas de vidro com a intenção oposta de fosquear o plástico para aderência de carimbos.

Qualquer que seja o material é importante destacar sua eficiência e o baixo custo operacional, além da facilidade com que atinge zonas profundas, inacessíveis para os outros processos mecânicos convencionais.