Skip to content

Areia

PORTARIA N.º 99, DE 19 DE OUTUBRO DE 2004

(Publicada no DOU de 21/10/04, Seção 1)

“Proibi o processo de trabalho de jateamento que utilize areia seca ou úmida como abrasivo”

A areia está proibida na sua utilização como jateamento, devido provocar a silicose pulmonar.

O que é Silicose Pulmonar?

A Silicose é uma doença Pneumoconiose, palavra que quer dizer doença pulmonar ocupacional. Os agentes da doença são partículas de silicatos não fibrosos (cristais, ou grosseiramente falando, pó de areia).

A Silicose está intimamente ligada à aspiração crônica de pó de areia, e algumas pessoas estão sob o grande risco de adquirir a doença, notadamente os mineiros, jateadores de areia e operários de pedreiras.

Como é a Silicose?

A doença surge, em geral, após 10 a 20 anos de exposição à sílica e tem caráter progressivo, algumas pessoas descobrem que tem a doença quando fazem um exame de rotina. O sintoma mais comum é a falta-de-ar, que tende a piorar com a progressão da doença. Outros sintomas, como perda do apetite, impotência sexual, tosse e expectoração, também se tornam comuns com o evoluir da silicose. A falta-de-ar tem a ver com o enrijecimento dos pulmões, resultado da reação inflamatória ao pó. Uma das conseqüências diretas deste enrijecimento é a dilatação do lado direito do coração, que após um certo tempo, não consegue vencer de modo eficiente, a alta pressão existente nos pulmões, conseqüência do tal enrijecimento.

A Silicose Pulmonar está associada a um aumento da freqüência de infecções pulmonares, tuberculose e câncer de pulmão.

Como se diagnostica a Silicose Pulmonar?

O diagnóstico de Silicose é obtido através do estabelecimento da história profissional da pessoa afetada e de alguns outros exames.

A radiografia do tórax revela alterações pulmonares que são típicas da doença. Alguns casos apresentam imagens aberrantes, que podem ser confundidas com as causas por outras doenças, como o câncer. Nessa situação que pode estar indicada a biópsia pulmonar. Outros exames servem para mostrar o grau de acontecimento dos pulmões e coração e entre eles vale citar a prova de função pulmonar e ecocardiografia.

E o tratamento?

Infelizmente, não existe tratamento específico para a Silicose Pulmonar. O objetivo do uso de remédios é reduzir e/ou controlar os sintomas derivados da doença. Dessa forma, usa-se broncodilatores e mucolíticos para melhorar a respiração e cardiotônicos e diuréticos para diminuir a disfunção do coração.Outros medicamentos são usados em situações específicas. Por exemplo, antibióticos são empregados quando há infecções.

As vacinas antigripal e anti-pnmeumocócia servem para proteger a pessoa portadora de silicose de infecções respiratórias comuns.

NÃO ACONSELHAMOS O USO DE AREIA, EM CASO DE SUSPEITAS CONSULTE UM MÉDICO.