Skip to content

Acabamentos

 

O termo “acetinado” define com propriedade a aparência e a textura de uma superfície metálica jateada com esferas de vidro.

O impacto de superfícies esféricas cria uma rugosidade muito mais suave, menos áspera, do que a provocado por partículas angulares.

Além da beleza do acabamento mais dois pontos importantes valorizam as esferas de vidro.

São suas características de não serem abrasivas e de não contaminarem as superfícies, já citadas anteriormente, o que amplia seu campo de aplicação para peças delicadas e de alta precisão.

AÇO INOX – Deve ser a fase final do acabamento, dispensando qualquer operação posterior.

ALUMÍNIO – Jatear antes da anodização. Um toque de eletropolimento dá um fosco bonito, levemente brilhante.

PLÁSTICOS – Duas opções: fosqueamento direto em cada peça ou no molde, antes do têmpera (microtexturização muito uniforme e suave).

REVESTIMENTOS GALVÂNICOS – O fosqueamento prévio elimina demoradas operações de polimento.

LIMPADORES DE PÁRA-BRISAS – e demais peças sobre o capô ou em painéis devem ser foscas por imposição de normas de segurança para indústria automobilística.

INSTRUMENTOS CIRÚRGICOS – Elimina o brilho do campo operatório e, por compactação, sela a microporosidade superficial, favorecendo a assepsia.

APARELHOS DE MEDIÇÃO – Como em qualquer limbo graduado, o fosqueamento facilita a leitura de gravações.

– A opção por um acabamento fosco em ferragens para esquadrias ou nos metais senitários é hoje uma imposição de mercado
– A eliminação do polimento deixa a superfície do plástico com aparência fina e mais agradável
– Muitas peças podem ser jateadas em tambores. O baixo custo operacional justifica sua aplicação em peças de pequeno valor.